Não é nenhuma novidade que a tecnologia reinventou a forma de as pessoas apresentarem projetos e trabalhos em palestras, treinamentos e exposições no ambiente corporativo. Os projetores de curta distância representam uma das soluções mais buscadas no mercado. No entanto, você sabe como escolher um?

Uma sala de reunião não precisa ser necessariamente gigantesca para acomodar um projetor. Esse tipo de equipamento conta com um ângulo de projeção capaz de lançar a imagem a uma distância bem reduzida entre o aparelho e a superfície de exposição.

Portátil e versátil, os projetores de curta distância são uma ótima alternativa. Se você quer entender melhor sobre como escolher o equipamento ideal e quais são as vantagens adquiridas, continue acompanhando nosso post.

Avaliação do ambiente

Você já deve ter visto uma pessoa utilizar um projetor para uma apresentação e se atrapalhar com a luz do objeto ou criar sombras sobre o conteúdo. Esse tipo de problema reflete a má avaliação do uso do equipamento nas condições ambiente.

O cômodo onde o equipamento será instalada é amplo? Qual é a distância exata entre a tela e o aparelho? O ideal é responder a essas perguntas antes da procura, pois elas ajudarão a eliminar um conjunto de especificações que não condizem com o local.

Lembre-se de que, se a instituição tiver demanda para grandes exibições com interatividade regular, apostar em projetores de curta distância é uma ótima ideia. Outro caso muito útil é quando a empresa precisa fazer apresentações em muitos locais diferentes. A automação corporativa é sempre útil em cenários como esse.

Luminosidade e contraste

Na hora de escolher o aparelho ideal, pense na luminosidade e na taxa de contraste. Quanto maior ela for, melhor será para a sua apresentação. Dê preferência para os equipamentos com, pelo menos, 500:1 de contraste. Essa referência mostra que o branco é 500 vezes mais claro do que o preto.

A alta taxa de contraste representa a capacidade de produção de uma variação maior das cores e detalhes.

Vale ressaltar que a luminosidade tende a diminuir conforme o projetor se distancia da superfície de exibição. Quando o contrário é feito, a imagem ganha mais brilho. Se ficar com dúvidas, procure os manuais dos produtos, pois eles indicam as distâncias máximas e mínimas.

Tecnologia

Os dois principais tipos de tecnologias de projetor tratam da qualidade de cores reproduzidas, influenciando na visualização. Basicamente, você deverá optar entre:

  • DLP (Digital Light Processing): presente na maior parte dos projetores, mesmo apresentando uma imagem de qualidade mais baixa;
  • LCD: assim como os televisores dessa tecnologia, possui painéis de cristal líquido, oferecendo mais qualidade com cores mais fiéis.

Compatibilidade de conexão

Por último, vamos destacar a conexão que deverá ser considerada conforme o seu planejamento. Projetores conectados em computadores necessitam de cabos com entradas compatíveis (geralmente VGA ou HDMI). Caso você aposte em projeções a partir de smartphones e tablets, procure aparelhos com conexão sem fio.

As conexões de som e vídeo também são essenciais para quem quer propor o melhor desempenho desses aparelhos.

No geral, o que mais importa é lembrar das seguintes características: quanto maiores forem o contraste e a resolução, melhor será a qualidade da imagem. Quanto maior o brilho, maior a flexibilidade com a iluminação local.

Quer ajuda para escolher projetores de curta distância? Podemos auxiliar explicando detalhadamente cada vantagem, acompanhando cada etapa do projeto até o treinamento para operar os equipamentos. Entre em contato conosco!

 

Comente sobre o Artigo

Deine Email Adresse wird nicht veröffentlicht.