Clique aqui para ver a publicação original e conferir outros artigos interessantes!

Ter uma sala de cinema disponível é, muitas vezes, um sonho. Pode ser em casa, no escritório, na escola, na igreja ou onde mais a imaginação permitir. A vantagem de poder assistir a qualquer coisa numa telona muda a perspectiva. Para isso, no entanto, saber como escolher projetor é fundamental. Afinal, é preciso estar atento para que seja escolhido um bom modelo, que supra a sua necessidade.

O sonho de ter uma telona inclui dois itens essenciais: a tela e o projetor, conforme já citado. O projetor, aliás, já está no cotidiano de muitos, principalmente no trabalho e na escola, mas algumas vezes até mesmo em casa. Cada local tem particularidades e necessidades de equipamento distintas.Além disso, paralelamente à popularização do dispositivo, chegaram novas tecnologias de reprodução de imagem. Há opções para praticamente todos os bolsos. Siga conosco e saiba o que é preciso avaliar na hora de escolher o projetor mais adequado às suas necessidades:

Perguntas importantes

Logo de cara, há algumas perguntas que devem ser feitas para tentar encontrar o projetor ideal:

  • qual é o espaço disponível?
  • como é a iluminação do local?
  • qual é o principal conteúdo que será exibido pelo projetor?

Essas questões ajudam a definir qual o melhor projetor multimídia para o espaço.

Alguns podem ser melhores para escolas e empresas, que são ambientes em que normalmente não há luz controlada e, por isso, é necessário mais brilho, mas dispensa-se a alta resolução. Outros podem ser mais indicados para casas, onde é necessária melhor resolução e menos brilho, porque é comum que a luz seja controlada.

Luminosidade, contraste e resolução

O projetor usa um canhão luminoso para exibir o conteúdo. É necessário, portanto, que ele tenha boa luminosidade, principalmente para ambientes com pouca luz. Essa característica é medida em lúmens e, além de definir o tamanho da ampliação da imagem projetada, afeta cores, contraste, brilho e nitidez.

Há hoje no mercado projetores de 1.500 a 40 mil lúmens. Modelos de 1.500 a 3.000 lúmens requerem que o ambiente seja bastante escuro e que a distância entre ele e a parede seja pequena.

Já os projetores com mais de 3.000 lúmens não requerem que o ambiente seja escurecido. As opções mais poderosas, acima dos 10 mil lúmens, são reservadas apenas para uso em grandes eventos. O tamanho da imagem depende da distância do projetor até a superfície em que a imagem será projetada.

Assim, quanto maior a distância, maior a imagem. Entretanto, como a luminosidade diminui proporcionalmente a distância, quanto mais longe o projetor estiver, menor a luminosidade. O manual do aparelho indica a distância máxima e mínima de trabalho.

Além da luminosidade, é recomendável verificar a taxa de contraste: quanto maior ela for, melhor. O ideal é escolher um projetor com contraste de, pelo menos, 500:1 — o que significa que o branco é 500 vezes mais claro que o preto. Quanto mais alta essa taxa, maior a variação de cores e a quantidade de detalhes.

A resolução do projetor é medida em pixels e quanto maior ela for, mais clara e melhor definida a imagem será. Uma resolução de 800 x 600, por exemplo, apesar de ser baixa, pode ser suficiente para exibir slides. Imagens com mais detalhes requerem resolução maior.

Em resumo, é importante ter em mente que:

  • quanto maior o brilho, maior a flexibilidade em relação à iluminação do ambiente;
  • quanto maiores o contraste e a resolução, melhor a qualidade da imagem.

Tecnologia do projetor

Existe no mercado dois tipos básicos de tecnologia para projetores, de modo que é comum que as pessoas fiquem em dúvida sobre o qual devem adquirir.

O modelo de tecnologia mais comum é o Digital Light Processing – DLP. Esse modelo, conforme o próprio nome sugere, faz um processamento digital de luz. Trata-se de uma opção com valor acessível e que cumpre muito bem o objetivo de quem busca por um projetor.

Mas, se você quer uma imagem de muita qualidade, indica-se os modelos em LCD, que utiliza painéis de cristal líquido para projetar as imagens do aparelho. Nessa opção, as imagens parecem mais reais e não ocorre perda de iluminação.

Conexões

É muito importante que, ao fazer a escolha de um projetor, você esteja atento às conexões. É preciso que você verifique se o aparelho que pretende adquirir conversa com as suas fontes de informação, como os computadores ou notebooks que utilizará nas projeções.

A maioria dos projetores tem entradas HDMI e VGA, possibilizando assim uma conexão com diversos tipos de equipamentos. Além disso, as opções mais modernas permitem a conexão Wi-FI, facilitando o uso de dispositivos móveis como smartphones e tablets.

Alcance

Outro ponto importante para ser levado em consideração no momento da compra de um projetor é o seu alcance. Afinal, para que ele funcione adequadamente, é necessário que as imagens possam ser projetas na distância necessária.

Em caso de lugares com amplas plateias, como em igrejas ou auditórios de empresas, é recomendado que o projetor seja colocado em um local mais alto, possibilitando uma boa disposição da imagem na tela.

Transporte

Caso você não pretenda deixar o seu projetor fixo em um único local, levando-o com você quando for fazer palestras ou apresentações em empresas, por exemplo, precisa ter em mente que é necessário comprar um projetor que seja facilmente transportado.

Além do equipamento ser de fácil manuseio, ele também deve conter um case ou embalagem que facilite o deslocamento sem que sejam causados danos externos como arranhões e riscos, ou internos, como o deslocamento de peças.

Recursos incorporados

Quem tem dispositivos móveis da marca Apple, como o iPad e o iPhone, geralmente tem dificuldade ao fazer a integração com outros equipamentos, pois esses aparelhos são programados para interagirem apenas com outros produtos da marca.

Hoje em dia, já existem alguns projetores que facilitam essa conexão, pois tem esse recurso incorporado. Além disso, cada modelo ou marca de projetores pode ter recursos específicos, que devem ser sempre observados para que você saiba se eles têm relevância para a sua necessidade ou não.

Sustentabilidade

Gastar menos energia elétrica é benéfico não apenas porque gera economia de dinheiro, mas também por preservar o meio ambiente. Desse modo, caso você seja um defensor da causa ambiental, pode utilizar um projetor que seja mais sustentável, gastando menos energia.

Existem modelos de projetores que adaptam automaticamente o brilho da imagem projetada, de acordo com a iluminação do local. Assim, caso não haja a necessidade de uma iluminação tão acentuada, o brilho será diminuído, gastando menos energia elétrica.

Portanto, saber como escolher projetor é essencial para ter em mãos um produto que, de fato, solucione problemas e supere expectativas.

Você ainda tem alguma dúvida sobre o assunto? Precisa mais esclarecimentos? Então entre em contato! Será uma satisfação receber o seu contato.

 

Comente sobre o Artigo

Deine Email Adresse wird nicht veröffentlicht.