As vendas mundiais de caixas acústicas e sistemas de áudio para uso profissional devem crescer em torno de 30% nos próximos três anos, diz um relatório recém-divulgado pela consultoria especializada inglesa Futuresource. Analisando dados das principais regiões, os pesquisadores calcularam que esse mercado, hoje avaliado em US$ 2,6 bilhões, irá crescer para US$ 3,6 bilhões até 2021.

O estudo aponta investimentos recentes de grandes grupos, caso da Samsung, que adquiriu o controle da americana Harman, e do fundo de investimentos Transom, que comprou as marcas Mackie, Ampeg, EAW e Martin Audio. Seriam sinais de amadurecimento do setor de áudio, na direção de explorar novas aplicações integradas a sistemas de maior porte.

De acordo com a pesquisa, a expansão se dará principalmente nas áreas de entretenimento (shows ao vivo, convenções e espaços públicos de lazer) e de instalações comerciais fixas. Embora os projetos de live events tenham valor unitário mais alto, diz o estudo, o potencial dos projetos corporativos é maior a médio prazo. Estes últimos abrangem as duas verticais que mais animam os pesquisadores: varejo e transporte público.

“Quem se dará melhor serão as marcas que souberem se reinventar, oferecendo soluções completas”, alerta o relatório da Futuresource. “As instalações deverão incluir amplificadores, microfones, controles de rede e segurança, com o máximo possível de integração”.

Clique aqui para ver a publicação original e conferir outros artigos interessantes!

Comente sobre o Artigo

Deine Email Adresse wird nicht veröffentlicht.