O tratamento acústico é elemento bastante relevante e deve sempre ser levado em consideração na construção de espaços não apenas em residências, mas também nos ambientes corporativos, sobretudo em Salas de Reunião, Auditórios e
Salas de Treinamento. Afinal, quando se realiza um evento com um time de colaboradores, por exemplo, o barulho não pode atrapalhar as outras equipes que trabalham nos ambientes vizinhos.

É por isso que investir no isolamento do som tem se tornado uma necessidade para as organizações. Isso porque o silêncio é necessário para a concentração dos funcionários que estão em locais próximos aos ambientes em que se realizam reuniões, palestras, treinamentos, eventos em geral e outras atividades que produzem barulho.

Mas, como escolher o tratamento acústico ideal para cada um dos ambientes de uma empresa? Essa pergunta será respondida com as dicas a seguir.

1. Verifique a origem do barulho

O primeiro passo para elaborar um tratamento acústico adequado é detectar as origens do barulho, ou seja, verificar de onde ele surge.

É necessário fazer a localização correta e exata da zona em que se pretende aplicar o isolamento, pois, assim, é possível ter a garantia de que o trabalho será feito de forma a realmente solucionar o problema do barulho.

2. Observe o nível de intensidade do som

Quando falamos em tratamento acústico, um conceito importante é o do nível de intensidade do som. Nesse sentido, três fatores devem ser levados em consideração:

1. Um adequado tratamento acústico permitirá boa inteligibilidade da fala e clareza musical, causando uma sensação de bem-estar: o conforto acústico.

2. Salas de Reuniões, de Treinamento e Auditórios pedem um nível sonoro entre 30 e 40 dB, ideais para não causar qualquer risco à saúde.

3. Convém registrar, também, a importância do isolamento acústico, que impede a entrada de barulhos externos e a propagação dos barulhos internos do ambiente.

3. Analise o tipo do ruído

Outro aspecto que deve ser levado em consideração no momento da escolha do tratamento acústico são os tipos de ruído:

Ruídos aéreos

Esses ruídos têm intensidades que variam de baixa a média, sendo os mais fáceis de se transmitir. São exemplos de ruídos aéreos: a conversa entre pessoas na sala vizinha, carros e caminhões que passam na rua, música executada em locais próximos, etc.

Ruídos de impacto

Tratam-se de ruídos produzidos por vibrações nas estruturas das edificações. Por esse motivo, é necessário mais apuro e conhecimento técnico para identificá-los com precisão

Extra: conheça os tipos de materiais que podem ser utilizados em tratamentos acústicos

São diversos os materiais que podem ser utilizados para fazer o adequado
tratamento acústico, tanto do forro, paredes e piso. Os principais deles são lã de rocha, lã de vidro, lã de PET, espumas acústicas, painéis acústicos, forro mineral, nuvens acústicas, placas acústicas e carpete.

Elaborar um estudo para tratamento acústico de qualidade requer muito conhecimento técnico e experiência na área. Para isso, você pode contar com a Dealer e nossas equipes parceiras, que têm a certificação e expertise adequada para prestar esse serviço.

Quer saber mais sobre o assunto? Então entre em contato conosco! Será uma satisfação contribuir com a sua empresa.

 

Comente sobre o Artigo

Deine Email Adresse wird nicht veröffentlicht.