Projetor de curta distância ou monitor touch: qual o melhor produto?

Muitas pessoas e empresas ficam em dúvida ao ter que escolher em qual tipo de equipamento irão exibir um conteúdo durante uma apresentação, exposição, treinamento ou aula. Cada dispositivo possui as suas características, valores de manutenção e exigências técnicas para possuírem um melhor funcionamento.

Se você quer entender um pouco mais sobre cada um, leia o nosso texto de hoje!

Principais características do projetor de curta distância

Um projetor de curta distância é, na sua essência, um equipamento capaz de projetar grandes imagens mais próximo da tela de exibição quando comparado com um projetor comum. Em função do seu ângulo de projeção, esse tipo de equipamento exige uma superfície totalmente plana para exibir imagens corretamente. Telas de projeção com essa característica são vendidas a um valor maior, o que pode aumentar o custo de instalação de um projetor de curta distância.

Ele possui diversas vantagens quando comparado com um projetor tradicional, entre as quais podemos destacar:

  • O apresentador não ficará na frente da luz do projetor durante uma palestra ou apresentação.
  • As chances de uma imagem ou slide ser apagada pela sombra de uma pessoa é menor.
  • O apresentador não ficará “cego” pela luz do projetor no seu rosto.
  • Lentes com maior ângulo, permitindo a alocação do projetor mais próxima ao local em que a imagem será exibida.
  • Maior portabilidade (permitindo a sua instalação e uso em mais ambientes).
  • Capacidade de exibir imagens maiores por um preço menor.

Principais características do monitor touch

O monitor touch é um equipamento de televisão que possui a capacidade de exibir conteúdos que possam ter a interação humana em tempo real. Ele é um exemplo de equipamento convergente, onde a tecnologia pode ser integrada a produtos já estabelecidos no mercado para criar novas experiências de uso no dia a dia.

Entre as suas principais vantagens, podemos destacar:

  • Maior possibilidade de interação por meio de sensores integrados à tela.
  • Conexão com outros dispositivos por meio de conexões de rede (via internet ou DLNA)
  • Possibilidade de exibir conteúdos em ambientes claros
  • Mais fácil de ser utilizado do que um projetor.
  • Não precisa de um superfície de exibição.
  • Maior resolução de imagem.

Afinal de contas, qual é o melhor?

Um projetor de curta distância possui características técnicas diferentes das de um projetor comum. As suas lentes permitem a utilização do equipamento em uma distância menor do que a de um projetor comum, melhorando a qualidade da apresentação. Isso permite que o apresentador mantenha-se mais próximo da superfície de exibição e que o espaço reservado para a apresentação possa ser ocupado por mais pessoas.

No entanto, ele exigirá uma tela de projeção mais plana. Os sensores de interatividade ficam localizados longe do ponto de exibição e são menos intuitivos. Outra desvantagens está relacionada ao seu custo de manutenção, uma vez que as lâmpadas devem ser trocadas regularmente. Vale destacar, também, a qualidade da imagem. Projetores não só exibem conteúdos em resoluções menores do que o de um monitor touch, mas também são afetados pela luz ambiente.

Já um monitor touch pode exibir um número maior de conteúdos por um preço menor. A sua maior resolução e conectividade permite que vídeos e apresentações sejam exibidos da internet ou de outro dispositivo de rede mais facilmente. Além disso, ela pode ser colocada em um ambiente iluminado, aumentando as possibilidades de uso.

No entanto, os monitores touch são menos portáteis e exibem imagens menores. Mais caras do que a maioria dos projetores, elas possuem instalação fixa, o que diminui a sua portabilidade. Vale destacar, também, que a sua imagem será – na maioria das vezes – menor do que a de uma projeção.

E você, já teve a oportunidade de utilizar algum desses equipamentos? Qual foi o mais agradável? Compartilhe conosco!

Projetor de curta distância ou monitor touch?

 

Comente sobre o Artigo

Deine Email Adresse wird nicht veröffentlicht.